Sideral Mídia, esse portal é um espetáculo

Noticias

A Rádio

Agenda

Entretenimento

Serviços









Bell Marques Anuncia Saida do Chiclete com Banana

Publicado em 09 de October de 2013
Share |

Autor: Redação

O anúncio foi dado na manhã desta terça-feira (10), em Salvador.
Bell comanda os blocos Nana Banana, Voa Voa e Camaleão no carnaval.

O cantor Bell Marques anunciou que vai deixar a banda Chiclete com Banana, a partir do carnaval de 2014. O anúncio foi dado através do YouTube, nesta terça-feira (10). Não há informação de quem irá comandar a banda depois do carnaval.

Após o anúncio o cantor declarou em uma rede social que o momento é muito triste, mas que irá continuar cantando. Não há informações se o artista irá para uma carreira solo ou irá compor parceria com os filhos, Pipo e Rafa, da banda Oito7Nove4.

Histórico
O Chiclete com Banana é uma das bandas de axé mais tradicionais do carnaval de Salvador. O artista puxa os blocos Nana Banana, Voa Voa e Camaleão.

Músicas como "Diga que Valeu", "Não vou Chorar", "100% Você", "Cara Caramba", "Cabelo Duro é Assim", "Chicleteiro Eu, Chicleteira Ela", "Cabelo Raspadinho" e "Nana Banana" são alguns dos sucessos do grupo, que ficaram famosas na voz de Bell.

Atualmente a banda é formada por Bell Marques (voz e guitarra), Wado Marques (teclados), Waltinho Cruz (percussão), Lelo Lobão (contrabaixo), Deny (persussão) e Walmar Paim (bateria), e com a participação exclusiva do mixer de som Wilson Marques.

O grupo já gravou 27 discos e dois DVDs, além de ter conquistado prêmios pelo Brasil e exterior. A banda faz em média 130 shows por ano.

Encontro de Trios
No carnaval de 2012, o cantor e a banda Chiclete com Banana realizou um encontro de trios a Praça Castro Alves, com a banda Oito7Nove4, comandada pelos seus dois filhos, Rafa e Pipo. "Foi muito bonito, foi uma paz muito grande na avenida na quinta-feira", afirmou Bell à época.

Bell Marques disse ter ficado muito emocionado, tremendo, por causa do encontro na Praça Castro Alves com os filhos. “Foi uma emoção muito forte, porque foi a primeira vez que eles tocaram para mim na Praça Castro Alves, que é o coração do carnaval”, afirmou.

Durante o carnaval deste ano, o artista comandou o primeiro dia da festa voltado para o público conhecido como "pipoca", que são aqueles que não possuem o abadá. O trio saiu sem cordas no circuito Campo Grande, o mais tradicional de Salvador.

Roubo da guitarra
Em 2011 os equipamentos musicais da banda foram roubados na rodovia que liga os municípios alagoanos Teotônio Vilela e Maceió. Na época a polícia informou que o caminhão que transportava a carga foi cercado por homens, que renderam o motorista e levaram o veículo para a vegetação lateral da rodovia. Ninguém ficou ferido. Na época, o artista fez um apelo ao ladrão: "Seu ladrão, por favor devolva minha guitarra', disse o músico. Além das guitarras usadas pelo líder da banda, foram roubados três teclados e um contrabaixo.

Confira a íntegra da declaração do artista:

Queridos amigos,

Parece que foi ontem, mas já faz muito tempo que tudo isso começou. Estou aqui pra falar de um assunto muito importante sobre a banda Chiclete com Banana. Essa banda que há muito tempo vem proporcionando tantas alegrias a vocês, Chicleteiros; vem inspirando romances e sonhos de varias gerações; essa banda que me presenteou com grandes momentos mágicos, momentos que me fizeram congelar por muitas vezes as minhas emoções.

Congelei, sim, pra eu nunca mais esquecer muitas coisas, pra eu nunca mais esquecer aquele teu sorriso alegre que por muitos anos você dividiu comigo. Não tenho como esquecer quando via escorrer pelo teu rosto aquelas lágrimas de felicidade ao ouvir os nossos primeiros acordes no Carnaval. Me emocionava ouvir o grito de vocês quando eu dizia

“Galera do Camaleão, chegou a nossa vez!”. Nunca vou esquecer quando vocês, Chicleteiros de toda parte, cantavam comigo “Sempre me lembro de você desse jeito tão estranho”. Isso estará guardado na minha memória para sempre. Além disso, não podemos esquecer que construímos uma grande história na Música Brasileira e também como artistas, irmãos e amigos.

Estou aqui com o meu coração Chicleteiro muito angustiado, muito, muito apertado. Vocês não podem imaginar o quanto está sendo difícil pra mim dizer isso pra vocês. Sem dúvida, essa é a fala mais difícil da minha vida profissional. Nunca imaginei que esse dia pudesse chegar. Lutei, me dediquei com todas as minhas forças junto com meus parceiros pra levarmos o Chiclete com Banana ao sucesso que ele chegou.

Queridos amigos, parceiros e, principalmente, vocês, Chicleteiros, que dedicaram parte da vida de vocês a nós, estou aqui para comunicar oficialmente, com muita tristeza, que, depois do Carnaval de 2014, não mais farei parte da banda Chiclete com Banana. Essa minha decisão não representa um caminho novo, representa um novo jeito de caminhar. Seguirei, depois do Carnaval, cantando sozinho, mas tenho certeza de que não estarei só. Estarão lá, ao meu lado, aquelas pessoas que sempre me tiveram no coração.

Gente, foram mais de 30 anos juntos, caramba! Muitas alegrias, sucesso, fama, mas, como todo relacionamento, e quando digo todo, são todos mesmo, existe uma parte que está submersa, que ninguém vê e que ninguém sabe, mas mesmo assim, ainda existirão pessoas que vão achar que sabem de tudo, por se sentirem mais íntimos ou mais próximos. É bom refletirmos, porque em todas as separações existem várias versões e precisamos respeitar todas elas pra não sermos injustos com ninguém. Somente quem conviveu 30 anos juntos sabe de tudo. Ninguém se separa de uma relação de 30 anos por aquele ou por esse motivo. Se separa por desgaste, conflitos e divergências de opiniões envolvendo ambas as partes.
Podem acreditar, não existe certo nem errado. Existem pessoas que pensam e creem verdadeiramente nas suas atitudes, e pra tudo isso só existe um juiz, Deus. Somente ele conquistou o direito de julgar qualquer decisão tomada por qualquer um de nós.

Até chegar o Carnaval de 2014, farei muitas apresentações com o Chiclete com Banana. Podem ter certeza de que em todos os shows estarei com a mesma energia e deixando o melhor de mim. Quero dizer ainda que vocês, Chicleteiros, e o Chiclete com Banana permanecerão indelevelmente tatuados no meu coração. Continuarei torcendo pelo sucesso e desejando boa sorte pra esses queridos músicos, meus irmãos e amigos que permanecerão com o Chiclete com Banana.

Beijos pra todos e que Deus nos proteja,
Bell Marques.

Referência: G1

banner